Home > Notícias > Vlado - 30 Anos Depois

Vlado - 30 Anos Depois

A dica cultural desta sexta-feira (9) é o documentário Vlado ? 30 Anos Depois


Vlado - 30 Anos Depois
O jornalista Vladimir Herzog (Arquivo/DR)

Sindiserf-RS

A dica cultural desta sexta-feira (9) é o documentário Vlado – 30 Anos Depois. Lançado em 2005 e dirigido por João Batista de Andrade, a obra conta a história do jornalista Vladimir Herzog, o Vlado.

Uma das vítimas mais conhecidas da ditadura militar brasileira, ele foi assassinado na prisão em 1975. No dia 25 de outubro daquele ano, o jornalista foi depor no DOI-CODI paulistano e nunca mais voltou. Sua morte, depois de tortura e a repercussão que teve, foi um momento fundamental na abertura e no início da fase final do regime que controlava o Brasil desde 1964.

Toda a história é contada através de depoimentos de pessoas que conviveram com ele. São declarações de Clarice Herzog e do filho Ivo, D. Paulo Evaristo Arns, o rabino Henry Sobel, Fernando Morais, José Mindlin, Ruy Ohtake, Clara Sharf, Paulo Markun, Alberto Dines, Sérgio Gomes, Duque Estrada, Delia Frate, Rodolfo Konder, Mino Carta, João Bosco, Aldir Blanc e Rose Nogueira.

Além disso, Vlado – 30 Anos Depois tem um caráter extremamente pessoal e mostra cenas inéditas do culto ecumênico em memória do jornalista realizado na Catedral da Sé. “Nos éramos amigos, nossos filhos brincavam juntos. Eu senti-me desarvorado, assustado com a notícia da morte dele. Eu que filmava tudo, não filmei nada naquele momento”, disse o diretor do documentário em entrevista à Carta Maior, em 2005.

Assista:

Sindiserf/RS com informações da Carta Maior e Memórias da Ditadura






NOSSOS

PARCEIROS