Home > Notícias > Servidor exonerado por Teich denuncia intervenção militar no Ministério da Saúde

Servidor exonerado por Teich denuncia intervenção militar no Ministério da Saúde

A coluna agrega que um dos exonerados, Francisco Bernd, funcionário do ministério desde 1985, diz nunca ter testemunhado "uma mudança tão drástica, com a chegada de pessoas tão estranhas à Saúde."


Servidor exonerado por Teich denuncia intervenção militar no Ministério da Saúde
Foto: Alan Santos / PR

Brasil 247

O Ministério da Saúde está sob intervenção fardada depois da substituição de Henrique Mandetta por Nelson Teich. Servidor demitido denuncia que nunca viu pessoas tão estranhas à Saúde na pasta como agora

A ocupação do Ministério da Saúde por militares está causando apreensão em um momento em que a crise sanitária se agrava e aumenta vertiginosamente o número de mortos pelo coronavírus.

O Painel da Folha de S.Paulo informa que a troca de funcionários do Ministério da Saúde por militares, promovida por Nelson Teich, está sendo  vista com perplexidade pelos técnicos da pasta.

Trata-se de uma verdadeira intervenção militar, considerada grave por ocorrer no meio de uma pandemia com milhares de mortos no país.

A coluna agrega que um dos exonerados, Francisco Bernd, funcionário do ministério desde 1985, diz nunca ter testemunhado "uma mudança tão drástica, com a chegada de pessoas tão estranhas à Saúde."

O servidor denuncia que nem os militares nem o novo ministro têm experiência em gestão pública, muito menos na área da saúde.






NOSSOS

PARCEIROS