Home > Notícias > Jurídico alerta para nova tentativa de golpe contra aposentados e pensionistas

Jurídico alerta para nova tentativa de golpe contra aposentados e pensionistas

Em uma das correspondências, o servidor teria R$ 86.462,00 para receber, mas para isso teria que depositar R$ 1.347,00 em uma conta bancária


Jurídico alerta para nova tentativa de golpe contra aposentados e pensionistas
Reprodução/DR

Sindsep-PE

Tempos de pandemia, muita gente em casa em isolamento social precisando de dinheiro por conta da crise econômica que o Brasil já atravessava, mas que foi agravada pela Covid-19. Esse é o menu perfeito para os oportunistas de plantão que estão tentando dar golpes em aposentados e pensionistas. Só na semana passada vários filiados pediram ajuda ao Sindsep-PE. Eles receberam cartas sobre um suposto dinheiro que teriam para receber referente à restituição/ressarcimento e reembolso do valor pago ao Regime Próprio de Previdência. Mas, para terem acesso ao dinheiro, eles precisariam depositar uma quantia relativa ao cadastro de crédito bancário. 

A carta, a qual a Secretaria de Assuntos Jurídicos do Sindsep-PE teve acesso, foi enviada pelo Centro Administrativo dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas. Esse órgão não existe. Outro detalhe importante é que o Regime Próprio de Previdência dos Servidores Públicos Federais trabalha em regime de solidariedade. O servidor ativo paga para o aposentado, que por sua vez já contribuiu da mesma forma solidariamente.  

“Não existe fundo de previdência do regime próprio, por isso não cabe restituição”, explica a advogada do Sindsep-PE, Mariana Rego.

O golpe está partindo suspostamente de uma mesma fonte porque as cartas são iguais. Alguns servidores mandaram a correspondência por e-mail, outros leram trecho da carta por telefone. Ou seja, o documento tem a mesma estrutura. Em uma das correspondências, o servidor teria R$ 86.462,00 para receber, mas para isso teria que depositar R$ 1.347,00 em uma conta bancária. 

O golpe é tentador e no desespero e necessidade muitas pessoas podem ser levadas por ele. Por isso a Secretaria de Assuntos Jurídicos orienta que o servidor que receber alguma carta, inclusive do próprio sindicato, ligue para o Sindsep-PE para confirmar a veracidade do documento.

Até agora o Sindsep-PE não tem informações de servidores que tenham caído nesse novo golpe, mas há pouco tempo, uma servidora infelizmente foi vítima de outro, com um valor até maior. Ela depositou mais de R$ 8 mil na expectativa de receber o pagamento de um suposto processo e até hoje não recebeu nada e não conseguiu o dinheiro de volta.






NOSSOS

PARCEIROS