Home > Notícias > Guedes diz que ala do governo quer parar reformas em 2022

Guedes diz que ala do governo quer parar reformas em 2022

Ministro pediu apoio de empresários para avançar em reformas como a tributária


Guedes diz que ala do governo quer parar reformas em 2022
Foto: Tiago Coelho/Movimento Brasil Competitivo

Poder 360

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta 4ª feira (24.nov.2021) que há uma ala do governo defendendo a interrupção das reformas econômicas no ano eleitoral. Porém, pediu apoio de empresários à aprovação de reformas como a tributária.

“Dentro do governo tem um entorno que acha que o presidente ganha se não fizer reforma. Eu acho o contrário. Avançar é um sinal de uma administração que quer mover o Brasil”, disse Giedes, em evento do Movimento Brasil Competitivo que reuniu empresários e congressistas em Brasília.

Segundo o ministro, “tem gente que acha que deve parar as reformas, que é ano eleitoral, que é muito completo, que é parar tudo”. Também criticou candidatos à presidência que dizem que vão destravar as reformas e não fizeram isso antes.

Guedes ainda disse que “é pouco inteligente” os empresários e servidores públicos defenderem a interrupção das reformas tributária e administrativa, respectivamente. Ele disse que a reforma do Imposto de Renda é neutra para as empresas e que a administrativa não interfere nos direitos adquiridos dos atuais servidores.

Para o ministro, se essas reformas não forem aprovadas agora, haverá reformas mais duras depois. Por isso, pediu um “sacrifício” dos empresários em prol da reforma do IR. A medida prevê a taxação dos lucros e dividendos e seria usada pelo governo para financiar um Auxílio Brasil permanente de R$ 300.

No evento do Movimento Brasil Competitivo, Guedes falou de ações do governo Bolsonaro que podem contribuir com o desenvolvimento econômico, como a autonomia do Banco Central, a reforma da Previdência e o novo marco do saneamento.

“Estamos trabalhando, enquanto dizem que a gente não trabalha, que é o caos. Estamos trabalhando sem pensar em propaganda, na consequência de curto prazo. Estamos tentando o melhor possível”, falou Guedes, E seguiu: “E dizem que o ministro não entrega nada”.

Para Guedes, a economia brasileira vai crescer em 2022. Ele disse que a recuperação cíclica iniciada na pandemia pode cair de 2,5% para 1% ou 0%. Falou também que os juros vão subir um pouco mais por causa da alta da inflação.

Porém, afirmou que o país tem cerca de R$ 700 bilhões em investimentos privados contratados que puxarão o crescimento econômico nos próximos anos. Ele também disse que, com esses investimentos, o Brasil está deixando uma economia estagnada para uma economia em crescimento.






NOSSOS

PARCEIROS