Home > Notícias > Dilma defende frentes contra privatizações e por soberania nacional

Dilma defende frentes contra privatizações e por soberania nacional

A ex-presidenta foi a principal convidada do 2º seminário virtual da Jornada Unitária em Defesa dos Serviços Públicos, que foi um dos destaques dessa semana


Dilma defende frentes contra privatizações e por soberania nacional
Reprodução/YouTube

Condsef/Fenadsef

O Conversa Pública dessa semana traz a participação da ex-presidenta Dilma Rousseff, principal convidada do 2º seminário virtual da Jornada Unitária em Defesa dos Serviços Públicos, que foi um dos destaques dessa semana. O seminário discutiu “As privatizações, a desnacionalização do patrimônio público e das riquezas nacionais” com objetivo de desmontar as narrativas do governo Bolsonaro e de setores da direita brasileira que tentam justificar o injustificável: a privatização dos serviços públicos, das empresas públicas e das estatais.

Para Dilma a luta contra as privatizações é um dos assuntos mais importantes que deve ser enfrentado no processo de resistência e reconstrução do Brasil para resgatar o desenvolvimento e direitos do povo brasileiro. A ex-presidente chamou a atenção para as diferentes táticas utilizadas para sucatear e enfraquecer uma estatal que incluem ataques ao funcionalismo e tentativas de reduzir importância da empresa. Dilma destacou a importância da criação das frentes em defesa das estatais e alertou para as técnicas de enfraquecer uma estatal para privatizá-la e que é preciso estar atento aos discursos falasiosos de que estatais estão quebradas e precisam ser vendidas. 

Além da ex-presidenta, o 2º seminário da Jornada contou com a participação dezenas de representantes de empresas públicas, incluindo a Conab representada por Celso Sant'anna. Trabalhadores dos Correios, Urbanitários, da Petrobras, Bancários e membros de entidades como Fórum pela Redução da Desigualdade Social, Associação Brasileira de Juristas pela Democracia, Comitê das Estatais e outros membros da sociedade civil organizada também participaram da atividade. Conduzida pelo deputado federal Elvino Bohn Gass a live teve participação de outros parlamentares como a deputada Erika Kokay, o deputado Rogério Correia, a deputada Perpétua Almeida e a deputada, primeira mulher indígena eleita, Joênia Uapitiana.

João Pedro Stédile do MST e o presidente da CUT, Sérgio Nobre, representando o Fórum das Centrais Sindicais também deixaram seu recado em defesa da soberania nacional. Nobre falou da unidade das centrais em torno de uma ampla campanha em defesa dos serviços públicos para reverter processo de mentiras e esclarecer população da importância das estatais e serviços públicos para o Brasil.

Ouça já na sua plataforma preferida:

Em nosso site
Spotify
Soundcloud






NOSSOS

PARCEIROS