09/01 – Condsef/Fenadsef espera que seja mantida suspensão de posse de deputada que não respeita leis trabalhistas a ministra do Trabalho
Ago 19
Domingo

In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player

Powered by RS Web Solutions

Banner

Calendário

Agosto 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1

Usuários Online

Nós temos 165 visitantes online
09/01 – Condsef/Fenadsef espera que seja mantida suspensão de posse de deputada que não respeita leis trabalhistas a ministra do Trabalho PDF Imprimir E-mail

AGU tentou recorrer, mas recurso foi negado pelo TRF2 e a filha de Roberto Jefferson, deputada Cristiane Brasil, segue impedida de tomar posse

A Condsef/Fenadsef divulgou uma moção de apoio (leia a íntegra aqui) ao juiz Leonardo Couceiro que suspendeu a posse da deputada Cristiane Brasil ao Ministério do Trabalho. Com diversas denúncias e acusações de que não respeita leis trabalhistas a deputada já foi condenada a pagar indenização a dois ex-funcionários. A deputada ainda é suspeita de prática ilegal conhecida como “rebate” que no jargão de funcionários de gabinetes de deputados sugere que deputados exigem que alguns contratados com verba de gabinete devolvam, todo mês, parte do que for depositado em sua conta. Em sua coluna no site Brasil 247, a jornalista política Tereza Cruvinel fala sobre o assunto. Leia aqui. Para a Condsef/Fenadsef está mais que claro que uma pessoa que não cumpre leis trabalhistas não pode ser ministra do Trabalho. Foi o que também entendeu o juiz de Niterói e o TRF2 que negou o recurso da AGU.

Contra a deputada ainda pesa seu histórico de votos que retiram direitos da classe trabalhadora. No ano passado Cristiane apoiou o governo ilegítimo de Michel Temer em questões decisivas, como a PEC 95/16 do Teto dos Gastos Públicos, e a Lei da Terceirização para todas as atividades. Votou ainda a favor da reforma Trabalhista que flexibiliza leis de proteção ao trabalhador e fragiliza direitos conquistados a duras penas. A deputada ainda fechou questão no PTB quando era presidente do partido a favor do golpe que afastou a presidenta eleita Dilma Rousseff do cargo. Cristiane votou também contra a abertura da investigação de Michel Temer que poderia afastá-lo da Presidência da República. Além disso, já declarou voto a favor da reforma da Previdência, contra o direito dos trabalhadores à aposentadoria.

Frente a todo esse histórico, e por considerar que a posse seria um “desrespeito à Constituição no que se refere à moralidade administrativa”, a Condsef/Fenadsef espera do Judiciário Brasileiro, no cumprimento de seu papel de defensor e guardião do Estado Democrático de Direito em que ainda acreditamos viver, que mantenha a decisão contra a posse de Cristiane.

 

        

isp america   capacartilhami 880